1. Blog
  2. Ajuda para currículos
  3. Como listar a formação em seu currículo
Escrito por Rolf BaxRolf Bax

Como listar a formação em seu currículo

17 min. de leitura
Como listar a formação em seu currículo
Saiba mais sobre as práticas recomendadas para listar a formação no currículo, além de dicas para circunstâncias especiais.

Ao contemplar como listar a formação no currículo, você precisa perceber que ela é um componente essencial da sua história por busca de emprego. No mundo atual, faminto por conhecimento, é comum ter diversas experiências educacionais que podem incluir coisas como ensino médio, faculdade, pós-graduação, certificados on-line, bootcamps, licenças e muito mais.

Se você for uma pessoa curiosa e ambiciosa, a formação continua muito depois do dia da formatura.

Este guia vai ensinar:

  • O básico de como adicionar a formação ao currículo;
  • Circunstâncias especiais, como programas incompletos ou em andamento, certificações, cursos e muito mais;
  • Como a longevidade da carreira afeta o tipo de formação que você deve listar;
  • Que tal criar um currículo sem formação incluída?
  • Como listar os diferentes tipos de formação?
  • Dicas de especialistas e exemplos de como colocar formação em seu currículo

Vamos começar com o básico de como listar a formação no currículo

Em termos de layout, a seção de formação de um currículo inclui:

  1. Nome da instituição
  2. Grau
  3. Localização da escola
  4. Data de graduação
  5. Melhores notas (opcional)

Ao se perguntar como listar a formação em seu currículo:

  • Comece com sua qualificação mais alta e mencione as outras em ordem cronológica inversa.
  • Inclua o ensino médio apenas se você não tiver frequentado a faculdade, tiver frequentado uma instituição particular de prestígio ou tiver se formado recentemente.
  • A colocação da seção de formação do seu currículo depende da data da sua formatura. Se você for recém-formado, ela é o que há de mais importante e deve ser adicionada mais próximo ao topo do seu currículo.
Dica do especialista

Os empregadores verificam a formação?

Podemos até pensar que nenhum empregador tem tempo para verificar referências ou a formação, mas não importa o nível de contratação, uma verificação básica é muito fácil de fazer. Um telefonema rápido de 5 minutos será suficiente, e todas as universidades têm fácil acesso a resultados de antigos alunos. Embora isso não seja o padrão da indústria, se houver alguma suspeita de que você está distorcendo a verdade sobre suas alegações educacionais, não é difícil de verificar. Nem é preciso dizer que mentir no currículo é algo imperdoável.

Como colocar a formação no currículo em situações educacionais únicas?

Faculdades inacabadas: se você iniciou uma graduação ou algum outro tipo de programa, mas não terminou, só mencione-a se a experiência adquirida for relevante para o cargo. Por exemplo, se você estiver se candidatando a um cargo de vendas e tiver cursado metade da faculdade de Geologia, provavelmente não valerá a pena mencionar, a menos que seja em uma instituição de prestígio. 

Como adicionar sua formação no currículo se você estiver se candidatando a trabalhar em um museu, com um curso de História da Arte inacabado? Inclua-a, pois você sempre pode discutir as circunstâncias na entrevista. Tenha em mente que qualquer coisa que você adicionar, incluindo a formação em seu currículo, é um tópico para discussão. 

Ensino médio — quando sua formação mais alta for o ensino médio, é uma boa ideia listar seu diploma no currículo se você tiver se formado nos últimos 5 a 10 anos ou estiver atualmente matriculado. Se você estiver atualmente matriculado no ensino médio, a seção de formação do currículo é um ótimo lugar para adicionar informações sobre suas atividades extracurriculares, cursos relevantes e realizações acadêmicas. 

Se você estiver no ensino médio e criando um currículo para um emprego de meio período, provavelmente não conseguirá esse emprego por causa de sua experiência de trabalho, então use esta seção para destacar o tipo de aluno que você é, sua ética de trabalho e paixões.

Certificações — certificações recentes e relevantes geralmente são boas para colocar em seu currículo, a menos que estejam expiradas ou sejam presumidas por suas experiências. Cuidado para não usar muitas abreviações ou jargões no currículo para descrever suas certificações, mantenha o currículo profissional e use nomes completos de certificações e instituições.

Bootcamps e Workshops — a participação recente em uma formação fora de uma instituição acadêmica, como um bootcamp, um workshop de yoga, uma certificação de saúde ou um curso numa escola de comércio, deve ser considerada ao se perguntar como listar a formação no currículo. 

Mantenha as descrições curtas e diretas ou não os mencione. Adicionar um hiperlink para o curso ou a organização pode ajudar a contextualizar se esse programa for incomum.

Estágios — se você estagiou, mesmo na escola, em vez de adicionar o estágio na seção de formação do currículo, adicione esses detalhes em experiência de trabalho ou até mesmo em uma seção dedicada de estágios. Geralmente, a seção de formação é examinada rapidamente em busca dos requisitos para o cargo. As descrições de marcadores que descrevem sua experiência de estágio são muito mais propensas a serem lidas no histórico de trabalho ou em uma seção personalizada mais próxima do topo do seu currículo.

Dica do especialista

Qual é o seu nível de escolaridade mais alto?

Sua qualificação educacional mais recente pode não ter sido seu nível de escolaridade "mais alto", então coloque sua formação mais significativa em primeiro lugar na lista. Não importa se não for o mais recente. Liste a formação mais relevante e impressionante em seu currículo. Isso inclui as certificações do setor. Uma qualificação recente do setor é mais relevante do que um diploma de uma década atrás.

Dicas sobre como incluir sua formação

Mesmo que o conteúdo seja diferente entre pessoas, setores, níveis de experiência, existem algumas regras gerais ao definir como incluir sua formação no currículo.

Sempre seja honesto. Não importa o que aconteça, nunca exagere na verdade sobre a formação no seu currículo. Vivemos em um mundo pequeno, e é extremamente fácil verificar sua formação quando necessário.

Se a formação formal não for o foco do seu currículo, há maneiras melhores do que mentir para demonstrar como a formação (e, mais importante, o aprendizado!) está entrelaçada em sua vida profissional. Se você não tiver nenhuma formação para adicionar, reforce a seção de competências especiais para se concentrar nas competências técnicas e interpessoais aprendidas fora da sala de aula. 

Não perca a confiança se não tiver a seção formação em seu currículo. Se você for qualificado para o trabalho, isso deve transparecer em sua experiência, nas competências e na apresentação geral do seu currículo. A formação desempenha apenas um papel de ator coadjuvante. É a sua experiência de trabalho e potencial de crescimento na carreira que importa.

Mencione-a de maneira ordenada e consistente. Vamos falar mais a fundo sobre isso um pouco mais abaixo. Ao se perguntar como colocar a formação no currículo, faça-o brevemente e preste muita atenção ao formato e à consistência. O modelo de currículo certo pode ajudar você a criar um design harmonioso. Se preferir, você pode usar os exemplos abaixo para se inspirar.

Adapte suas informações. Sempre personalize seu currículo para cada candidatura de emprego — da seção de hobbies à descrição do trabalho e à seção de formação. Embora os diplomas universitários ajudem e muito na seleção, não é necessário listar que se tem treinamento como chef se você estiver se candidatando a um cargo em um escritório. Se algum tipo de formação não for relevante (além do seu diploma principal), exclua-a do currículo. Cada linha no currículo tem que ter uma função.

Mencione honras e prêmios. A formação raramente inclui marcadores ou descrições como se faz na experiência profissional, mas você pode incluir importantes sociedades de honra, mentores notáveis, bolsas de estudo ou prêmios nesta seção. O currículo de início de carreira provavelmente terá mais desses itens, pois os profissionais seniores terão conquistas recentes mais importantes que merecerão ser destacadas.

Desenvolvimento profissional relevante. Certos setores, como educação e artes, colocam muito peso em com quem você estudou e na obtenção de treinamento específico. Se você tiver um grande número de aulas e workshops, escolha aqueles que podem chamar a atenção do gerente de contratação para esse cargo específico. 

Se você tiver um alto nível de experiências acadêmicas, como publicações, palestras e pesquisas, é melhor criar uma categoria ou seção própria para cada uma delas, em vez de tentar encaixar tudo dentro da seção de formação em seu currículo.

Liste a formação onde vale a pena. Você acabou de se formar na faculdade e está entrando na cena do estágio/emprego pela primeira vez. Nesse caso, a inclusão da formação de maneira correta no currículo deve ser feita com muito cuidado. Recomendamos listar a seção de formação acima da seção de experiência profissional. Não se estresse, pois os gerentes de contratação ficam entusiasmados em contratar pessoas recém-formadas. Nesse cenário, liste-a logo no topo abaixo de sua declaração pessoal. Espero que você tenha alguma experiência de estágio ou de trabalho em meio período para arrematar o currículo.

Em todos os outros casos, escreva a seção de formação na parte inferior do seu currículo, geralmente abaixo da experiência profissionais e competências especiais.

O que fazer
  • Seja 100% factual com a cronologia
  • Inclua apenas a formação relevante
  • Coloque a seção de formação no final do currículo
O que não fazer
  • Oculte épocas fora da escola
  • Recheie seu currículo com "cursos"
  • Concentre-se na formação em vez da experiência profissional

Escrevendo um currículo sem formação?

Preste atenção, você pode pensar que não tem formação porque não frequentou a faculdade ou universidade, mas mesmo que não tenha concluído o ensino médio, há muitos cargos que procuram outros aspectos do aprendizado da vida que não notas e certificações. Adicionar "formação" em seu currículo pode não ser tão difícil quanto você pensa:

  • Liste qualificações educacionais incompletas e até resultados medianos no ensino médio.
  • Que aprendizado on-line você conseguiu implementar?
  • Que lições você aprendeu em sua vida não profissional que podem ajudar?

A formação chega até você a cada minuto de cada dia. Se você não tiver sido um sucesso na sala de aula, pense muito sobre quais competências você precisará no trabalho e onde pode ter adquirido essas competências antes. Não se sinta envergonhado — isso não fará você parecer desesperado e, sim, que está demonstrando criatividade. Dessa forma, você terá uma vantagem sobre aquelas (muitas) pessoas que deixam a seção de formação vazia.

Dê uma boa olhada nos tipos de empregos para os quais você está se candidatando. Muitos deles estarão abertos a empregar alguém que não tenha uma formação estelar, mas tenha a atitude certa. Se não exigirem certas qualificações educacionais na descrição do cargo, é provável que você tenha alguma margem de manobra.

Dica do especialista

O LinkedIn consegue comprovar a formação? 

Não está fora de questão que o algoritmo do LinkedIn possa ter a capacidade de confirmar formações educacionais em algum momento futuro, mas atualmente essa capacidade não existe. No entanto, como acontece com qualquer publicação on-line, tirar uma captura de tela é incrivelmente fácil de fazer, portanto, tenha cuidado com as alterações que fizer. Você nunca sabe quem pode estar assistindo.

Você deve colocar PhD ou MBA após o seu nome no LinkedIn?

Esta é uma resposta difícil. Se o trabalho para o qual você está se candidatando coloca uma grande ênfase em estudos acadêmicos, certamente considere adicionar PhD após seu título. O MBA é uma qualificação muito mais comum, e muitas pessoas a consideram pedante. De qualquer forma, adicione-o em seu perfil do LinkedIn e fale sobre ele com destaque no resumo, mas incluí-lo em seu título sugere uma certa arrogância.

Quais são os diferentes tipos de qualificações educacionais?

Embora seja sempre aconselhável incluir de 1 a 2 realizações educacionais mais recentes (alunos na faculdade não precisam compartilhar seus sucessos no ensino médio), definitivamente existem nuances em como listar diferentes tipos de formação em um currículo.

Ensino médio

Em termos de formação do ensino médio, bem como dos resultados de exames e qualificações acadêmicas, considere adicionar quaisquer atividades extracurriculares na próxima linha. Os esportes coletivos podem contribuir para muitas funções relacionadas a pessoas, e qualquer coisa que esteja remotamente relacionada ao seu setor desejado será de interesse.

Graduação

Se você já se formou ou se sua faculdade está em andamento, uma graduação sempre será de interesse para possíveis empregadores. Inclua sua área de estudo, bem como especializações se houver. Você nunca sabe quando interesses comuns podem surgir no meio de uma entrevista, então nunca é demais incluir um pouco mais de detalhes (desde que não ocupe muito espaço).

Pós-graduação

Se você tiver pós-graduação, parabéns! Você trabalhou duro e merece dedicar algum espaço a isso em seu currículo. Claro, se você tiver vinte anos de experiência, sua pós-graduação pode ser um pouco menos relevante, mas se estiver na primeira década de sua carreira, inclua mais detalhes sobre suas dissertações, teses e bolsas de estudo. De modo geral, seus estudos acadêmicos são relevantes para a função, mas mesmo que não sejam, ainda mostram que você tem capacidade para um nível mais profundo de aprendizado.

Dica do especialista

Devo colocar minha data prevista de formatura no currículo? 

Se você estiver no meio da faculdade, certamente é uma boa ideia informar ao seu empregador a data prevista para a formatura. Nem todo curso tem uma duração padrão, e essa data prevista dá um ar de confiança e finalidade em sua capacidade de concluir sua formação. Iniciar uma qualificação em meio período ao sentir que está se aproximando da procura de emprego é uma ótima maneira de mostrar ao futuro empregador que você está sempre trabalhando em si mesmo.

Exemplos de como citar a formação no currículo

Exemplo 1: Padrão

Escola de Comunicações e Artes (ECA), Publicidade e Propaganda, São Paulo, SP

Setembro de 2005 a maio de 2009

  • Bacharelado

Exemplo 2: Curso trancado

Universidade do Rio de Janeiro, Direito, Rio de Janeiro, RJ

3 semestres cursados

Setembro de 2008 a maio de 2009

Exemplo 3: Com data prevista de formatura

Universidade Estadual da São Paulo, Engenharia, Bauru, SP

Janeiro de 2018 — Presente

  • Graduação 2022

Exemplo 4: Desenvolvimento técnico

Instituto Nacional de Desenvolvimento, Marília, SP

Avaliação Uterina e Inseminação Artificial em Éguas

Março de 2020

Dica do especialista

Como listar um doutorado incompleto em um currículo? Como listar um MBA incompleto em um currículo? 

Algumas pessoas podem sentir um certo nível de vergonha por não concluir um doutorado ou MBA, mas geralmente há razões mais profundas que valem a pena explorar em uma entrevista. O fracasso faz parte da vida e não há vergonha em mirar alto e ficar aquém. Se você não estiver explorando suas deficiências passadas em sua entrevista, não está explorando completamente quem você é. Seja humano, seja humilde e faça uma lista (desde que você tenha durado mais do que alguns meses). Isso fornecerá uma resposta pronta para a pergunta "fale-me sobre sua maior decepção" em uma entrevista.

Principais conclusões

Espero que você tenha percebido agora que há muito mais do que se aparenta ao considerar como incluir formação em um currículo. Certamente não é uma reflexão tardia no processo de procura de emprego.

Por mais tentador que seja escrever mais sobre a formação em seu currículo, salve os detalhes relevantes sobre sua formação para uma entrevista. Currículos pretendem dizer muito com muito pouco, especialmente a seção de formação. Normalmente, o nome da instituição e do programa são suficientes para ajudar os gerentes de contratação a entender o significado de sua formação.

Uma formação variada em seu currículo resume o valor que seus aprendizados e sua experiência trarão ao trabalho.

Crie seu currículo em 15 minutos
Crie seu currículo em 15 minutos
Use modelos de currículo profissionais testados em campo que sigam exatamente as “regras de currículo” que os empregadores procuram.
Criar meu currículo
Crie seu currículo em 15 minutos
Crie seu currículo em 15 minutos
Use modelos de currículo profissionais testados em campo que sigam exatamente as “regras de currículo” que os empregadores procuram.
Criar meu currículo
Compartilhar este artigo
Continuar lendo
Carta de apresentação19 min. de leitura
Como escrever uma carta de motivação
Como escrever uma carta de motivação
Ajuda para currículos12 min. de leitura
Usando o formato de currículo cronológico
Usando o formato de currículo cronológico
Carta de apresentação7 min. de leitura
Como escrever ou solicitar uma carta de recomendação
Como escrever ou solicitar uma carta de recomendação
10 min. de leitura
Trabalhadores brasileiros se sentem sobrecarregados no final de ano, mas também querem festejar com os colegas
Final de ano na empresa: pesquisa mostra opinião dos brasileiros
Navegar por tudo
Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e realizar análises e marketing. Ao usar nosso site, você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies e Política de Privacidade.
Aceitar cookies